Benedita

Domingo, 17 de Fevereiro de 2008

Reflexão acerca a informação disponibilizada no colóquio

ATENÇÃO: Importa referir que este é um texto meramente pessoal, correspondente à opinião de um dos membros do grupo, exclusivamente. Facto que se deveu à impossibilidade dos restantes membros do grupo estarem presentes no colóquio que decorreu durante o dia de ontem.
Para além disso, deve ler-se primeiro o post anterior para melhor compreender a reflexão.
 
 
 
"Um DVD custa €0,40, um DVD com um filme custa €20. Para quê continuar a competir com os chineses, querendo fabricar DVD's, quando podemos ganhar €19,60 criando o filme?"
 

Esta foi uma citação do Prof. João Luís César das Neves, que apesar de muito simples, ilustra toda esta questão da importância da inovação e do saber evoluir.
Os tópicos por ele referidos não remetem exclusivamente para a área da Economia, mas também para todas as outras áreas onde se pretende uma evolução.

Durante o colóquio, questionei-me se teria sido prudente abandonar, no nosso trabalho, a área da Indústria, que tanta importância tem para a zona da Benedita, em detrimento da Cultura. No entanto, quando o Professor falou acerca deste exemplo, compreendi que de facto não nos podemos prender às vitórias do passado, pois estas, apesar de importantes, não nos garantirão o futuro.

 

A Indústria beneditense, nomeadamente, corre sérios riscos de ruir, face à concorrência estrangeira, à excepção de alguns exemplos de sucesso. São já enormes o número de fábricas que nos últimos anos têm fechado as portas e o consequente número de famílias afectadas por estes acontecimentos.
Não afirmo, por isso, que se deve abandonar a Indústria e investir exclusivamente noutras áreas. Não! Defendo que deve haver uma preocupação em reflectir sobre o assunto e começar a arranjar novas soluções que permitam a evolução das empresas, que garantam os postos de empregos dos beneditenses e que levem a Benedita a vencer de novo, pela sua flexibilidade e empreendimento.

No fundo, aquilo que o Professor referiu reflecte a atitude dos beneditenses ao longo da história. Na altura em que eram indispensáveis terrenos férteis para a agricultura, na Benedita estes escasseavam, mas a população não baixou os braços e cultivou o que aqui era possível. Como isso não bastava para a sua subsistência, inovou, começando a investir na manufacturação, nas mais diversas áreas. Foi a partir dessas pequenas indústrias que surgiram as actuais.
Sublinho, metaforicamente, que é necessário investir nos "filmes para os DVD's" e não nestes últimos. E porque não encarar a Cultura como área a investir? Temos todas as possibilidades, basta aproveitá-las!
 
Ana


Foto retirada de : http://olhares.aeiou.pt/diferente/foto1559137.html
Autor: Francisco Garrett
 
Representa a diferença, a inovação, a capacidade  de
 "remar contra a maré", a coragem de impor algo novo.
publicado por alter.ego às 15:40
link do post | comenta | adiciona-nos aos favoritos
|

localiza-te!


View Larger Map

descobre-nos

consulta

encontra

 

Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

dá a tua opinião! ...


relê

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

liga-te

Grupos Google
Inscrever-se em Cultura no CCC
Email:
Visitar este grupo

tags

todas as tags

subscrever feeds